O secretário executivo da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), Zacarias da Costa, endereçou esta segunda-feira “sinceras felicitações” ao novo Presidente de Cabo Verde, desejando reforçar os laços entre a instituição e o país africano.

“Nesta ocasião, gostaria de expressar não só a minha total disponibilidade, como também o meu empenho pessoal para reforçar os laços que ligam a CPLP e Cabo Verde, que recentemente assegurou com elevada excelência a presidência rotativa da organização”, lê-se numa nota de Zacarias da Costa, dirigida ao novo chefe de Estado de Cabo Verde.

Na nota, o secretário executivo da CPLP envia “as mais sinceras felicitações pelos resultados obtidos” e diz que as eleições foram “uma clara demonstração da vitalidade da democracia” neste país lusófono africano.

Apoiado pelo Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), atualmente na oposição, José Maria Neves irá suceder a Jorge Carlos Fonseca, que cumpre o seu segundo e último mandato como Presidente da República, após obter 51,5% dos votos, de acordo com dados do apuramento provisório.

José Maria Neves eleito Presidente da República de Cabo Verde à primeira volta

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Carlos Veiga, também antigo primeiro-ministro, que se candidatou com o apoio do Movimento para a Democracia (MPD), no poder, e da União Cabo-verdiana Independente e Democrática (UCID), obteve cerca de 42,6% dos votos e falhou a eleição para Presidente da República pela terceira vez.

No seu discurso de vitória, José Maria Neves, assumiu que vai “dialogar com todos”, apelando à união de esforços entre os órgãos de soberania e sociedade civil na recuperação económica do país.

“Trata-se de uma grande vitória do povo de Cabo Verde. Quem ganha numa jornada cívica desta envergadura são as cabo-verdianas e os cabo-verdianos, nas ilhas e na diáspora, que deram um grande exemplo de civismo”, afirmou José Maria Neves, no discurso de vitória, na sua sede de campanha, na cidade da Praia.

Na mesma intervenção, já ao som da forte festa pelas ruas da capital, prometeu ser um “Presidente que une, que cuida e que protege” e “um Presidente de todas as cabo-verdianas e de todos os cabo-verdianos”.