Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A pergunta que as Forças Armadas da Áustria fazem à população é simples: “Tem um plano ‘B’?” Como explica o Ministério da Defesa na sua página oficial, B é de “Blackout” (apagão, em inglês)” e “descreve uma falha de energia, infraestrutura e fornecimento duradouro em toda a Europa, onde — de repente — nada funciona mais”. Além disso, há um aviso: “Os especialistas esperam um apagão nos próximos cinco anos.”. Contudo, não há razões para pânico — “mantenha a calma”, pedem, deixando recomendações sobre o que deve planear num cenário destes.

[Abaixo, o vídeo divulgado pelas Forças Armadas austríacas sobre o que se deve fazer no caso de um apagão geral]

Depois da pandemia de Covid-19, o governo austríaco quer estar preparado para uma próxima catástrofe internacional. Como conta o El Espanol, Klaudia Tanner, Ministra da Defesa do país, afirma que “a questão não é se haverá [um apagão], mas sim quando”. “É um perigo real”, continua. Por isso, a mensagem é clara: é necessária estar preparado para um cenário em que as redes de energia deixam de funcionar, o que afeta também outras infraestruturas, como o fornecimento de água.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“Ninguém sabe exatamente o que acontecerá como resultado de um apagão”, referem as Forças Armadas austríacas, que adiantam que “o que é certo, entretanto, é que não retornaremos à nossa ‘rotina quotidiana’ tão rapidamente”. Um apagão “significa que o abastecimento de alimentos, artigos de higiene ou medicamentos também é perdido” e “ocasionalmente, devem ser esperados problemas com o abastecimento de água e eliminação de águas residuais”. O exército do país tem realizado vários exercícios que contemplam um cenário destes e diz estar preparado.

Numa situação dessas, o que pode ser útil? “Velas, fósforos, pilhas, extintores de incêndio, alarmes de monóxido de carbono, água (dois litros por pessoa por dia para três a cinco dias), bebidas, chá, café”, estão na lista. Mas há mais: “Alimentos duráveis ​​por duas semanas (macarrão, arroz, comida enlatada …), medicamentos essencial para duas semanas, kit de primeiros socorros, artigos de higiene, sacos de lixo, fitas adesivas”. Outro aviso também deixado é que convém “ter o carro sempre abastecido com meio depósito” e “dinheiro em notas pequenas e moedas”.

Apesar de interferência “estrangeira” ser uma das causas contempladas, o governo austríaco aponta como mais prováveis para um apagão outros problemas, como falhas técnicas ou sobrecargas devido a picos no sistema.