Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

Protagonista de várias comédias, o ator norte-americano Joey Morgan morreu na manhã do passado domingo aos 28 anos, sendo que a causa da morte não é conhecida. Fazem parte da sua carreira trabalhos como “Guia do Escuteiro Para o Apocalipse Zombie”, “Flower” e “Compadres”.

Foi um choque para todos nós que o amamos. Ele fará muita falta. Esperemos que todos entendam como isto é doloroso para os entes queridos e que possam respeitar os limites e permitir que eles sofram em privado”, disse um representante do ator, em comunicado, citado pelo The Hollywood Reporter.

Joey Morgan nasceu em Chicago e deu início à sua carreira em 2015 na comédia “Guia do Escuteiro Para o Apocalipse Zombie”, onde interpretou o papel de Augie Foster, tendo sido um dos três protagonistas ao lado de Tye Sheridan e Logan Miller.

Mais tarde, em 2017, Morgan interpretou o adolescente problemático Luke Sherman no filme de humor negro de Max Winkler, “Flower”, que se estreou no Tribeca Film Festival. Nesse ano, o ator foi selecionado pela revista Indie Wire como um dos maiores talentos do festival.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Já em 2018 o ator participou, entre outras, nas comédias “Sierra Burgess é uma Loser” e “Camp Manna”. O seu último trabalho foi em 2020, na comédia de ficção científica “Max Reload and the Nether Blasters”.

Colegas de profissão reagiram na internet à morte do ator, como o realizador Christopher Landon que destacou: “Joey Morgan entrou na minha vida há quase nove anos, quando fiz Scouts. Ele era calmo, engraçado, inteligente e atencioso. E quando as câmaras se ligavam, ele era magnético“, escreveu no Twitter.