Índice

    Índice

Texto inicialmente publicado a 29 de abril de 2017 e republicado agora após Duarte Lima entrar na prisão para cumprir pena por burla ao BPN no caso Homeland

O crime é um assassínio. O móbil parte de uma imensa fortuna. A vítima a companheira viúva de um multimilionário português. O cenário, Saquarema, uma terra perdida a cerca de 150 quilómetros do Rio de Janeiro. O suspeito um advogado e figura destacada da política portuguesa. Estes são os ingredientes de “Rio Derradeiro”, o livro que conta toda a investigação à morte de Rosalina Ribeiro no Brasil, da qual o único acusado é Duarte Lima.

Escrito pelo jornalista Carlos Diogo Santos, que seguiu o caso desde o primeiro dia, e por Aurílio Nascimento, um dos responsáveis brasileiros da investigação, o livro, publicado pela Oficina do Livro, recria os principais passos dos investigadores até chegarem ao nome do ex-líder parlamentar do PSD. Há documentos inéditos, imagens de radares, escutas e gravações de telefonemas, detalhes que permitem perceber como foram as últimas horas de vida no Brasil da mulher com quem o multimilionário Lúcio Feteira vivia há muitos anos. Uma novela macabra, da descoberta do corpo num descampado prestes a ser enterrado como indigente por não ter identificação, às dúvidas dos amigos, passando às primeiras suspeitas sobre Olímpia, filha de Lúcio e inimiga de Rosalina, até a todas as incongruências em redor daquele que era o advogado/conselheiro da rica herdeira, e que incluem dados de um informador com o nome de Apache e cinco milhões de euros escondidos numa conta da Suíça.

O caso começou em 2009 e ainda hoje não tem julgamento marcado: foi transferido do Brasil para Portugal, mas não há data para o julgamento. Existe apenas a acusação contra Duarte Lima. O livro centra-se nos detalhes que levaram a essa acusação: as desconfianças, a reconstituição da viagem fatal, o encontro de Duarte Lima com a sua cliente, as contradições e omissões. O Observador publica em antecipação excertos de três (dos 15) capítulos essenciais.

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.