Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

É o governo com mais mulheres desde o 25 de abril, é o que tem mais ministros desde 1973. António Costa mudou algumas pastas de mão, criou outras novas, confirmou valores seguros e faz apostas surpreendentes. Pelo meio, reforçou um núcleo central de governantes que ficará encarregue da coordenação do executivo quando o primeiro-ministro e o ministro dos Negócios Estrangeiros tiverem de se dedicar a uma das prioridades da política externa portuguesa: a presidência portuguesa da União Europeia em 2021. Quem é quem neste novo executivo que Costa apresentou esta terça-feira a Marcelo Rebelo de Sousa e que toma posse já na próxima semana?

Os novos rostos (ou os mesmos com uma nova pasta)

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.