Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

“Se parássemos as vendas e só retivéssemos clientes, ainda assim, crescíamos mais de 30% ao ano.” Quem o diz é Marco Costa, vice-presidente de desenvolvimento corporativo global da Talkdesk, o unicórnio (empresa avaliada em mais de mil milhões de dólares), que em plena pandemia viu o seu valor triplicar depois de fechar uma ronda de investimento internacional de 143 milhões de dólares. Em entrevista ao Observador, o executivo explica porque é que, apesar desta recente operação de financiamento, atingir o break-even [ser uma empresa rentável, sem prejuízos] não está sequer no horizonte da empresa: “Crescer à velocidade a que estamos a crescer custa dinheiro. Não há nada a fazer”, disse, sem revelar os resultados da empresa.

Unicórnio Talkdesk avaliado em 3 mil milhões de dólares após nova ronda de financiamento

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.