Fact Check. Deputada foi embaixadora em Nova Iorque sem saber falar inglês?

A informação de que Benedita da Silva foi embaixadora em Nova Iorque sem saber falar inglês já foi partilhada centenas de vezes. É falso: não há sequer uma embaixada do Brasil naquele estado.

A frase

Benedita da Silva já foi embaixadora em Nova York e nem português sabe falar quem dirá inglês.

— Página de Facebook Ordem e Progresso vire à direita, 21 Julho 2019

Errado

Começou a circular no Facebook uma publicação que dizia que a deputada federal do Brasil do Partido dos Trabalhadores (PT), Benedita da Silva, teria sido embaixadora em Nova Iorque sem saber falar inglês. Além disso, é mencionado também um alegado escândalo de um aluguer de uma limousine nos Estados Unidos, em que Benedita da Silva teria estado envolvida. A informação é falsa — tendo levado a deputada a escrever uma nota de esclarecimento —, mas já foi reproduzida em várias publicações diferentes: numa delas, da página “Ordem e Progresso vire à direita”, as partilhas já são mais de 400.

Desde logo, não existe nenhuma embaixada do Brasil em Nova Iorque. A única embaixada do Brasil em território norte-americano está localizada em Washington D.C.. Um mapa disponibilizado pelo site do Ministério das Relações Exteriores do Brasil mostra que o que existe em Nova Iorque é um consulado-geral — tal como em outras nove cidades norte-americanas: Atlanta, Boston, Chicago, Hartford, Houston, Los Angeles, Miami, São Francisco e, também, em Washington D.C..

Ainda assim, a deputada Benedita da Silva não foi embaixadora em Washington. E isso é possível confirmar na lista completa dos brasileiros que ocuparam cargos de representação diplomática do governo do Brasil junto do governo nos Estados Unidos, disponibilizada pelo site da própria Embaixada do Brasil em Washington. Benedita da Silva também não foi cônsul-geral em Nova Iorque, como se confirma no site do consultado-geral de Nova Iorque.

A lista dos embaixadores de 2004 a 2019, disponibilizada pelo site da Embaixada do Brasil em Washington.

É certo que avaliar o nível de inglês de Benedita da Silva é subjetivo, mas também é certo que a deputada nunca ocupou qualquer cargo diplomático. De acordo com a página pessoal da deputada, no site da Câmara dos Deputados, os únicos cargos públicos que já ocupou foram os de vereadora (de 1983 a 1986), senadora (de 1995 a 1998), vice-governadora (de 1999 a 2002) e governadora (em 2002) do Rio de Janeiro; Ministra de Desenvolvimento Social (de 2003 a 2004); e Secretária de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos (de 2007 a 2010). Atualmente é deputada federal do PT pelo Rio de Janeiro — cargo que ocupa desde 2011.

Relativamente ao alegado escândalo de um aluguer de uma limousine nos Estados Unidos, em que Benedita da Silva teria estado envolvida, não há qualquer informação em meios de comunicação social brasileiros sobre o assunto.

Estas publicações já levaram a própria deputada federal do PT a reagir: “A máquina de produzir notícias falsas ataca novamente”. Numa nota de esclarecimento publicada na sua página oficial do Facebook, Benedita da Silva confirma que “nunca” foi “embaixadora em nenhum lugar desse planeta” e “muito menos” se envolveu numa polémica com o aluguer de uma limousine. “É tudo tão sem pé nem cabeça que eu confesso que me assustei com o grau de insanidade dessa gente“, escreve a deputada, acrescentando que irá “identificar e processar tanto os responsáveis pela produção” como “as pessoas que insistirem em reproduzir essa fake news“.

Conclusão

Independentemente de saber ou não falar inglês, Benedita da Silva nunca ocupou qualquer cargo diplomático nos Estados e muito menos foi embaixadora em Nova Iorque — desde logo, porque não existe nenhuma embaixada naquele estado: a única embaixada do Brasil em território norte-americano está localizada em Washington D.C.

Relativamente, ao alegado escândalo de um aluguer de uma limousine nos Estados Unidos, em que Benedita da Silva teria estado envolvida, não há qualquer informação em meios de comunicação social brasileiros sobre o assunto.

Assim, segundo a classificação do Observador, este conteúdo é:

Errado

No sistema de classificação do Facebook este conteúdo é:

FALSO: as principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

Nota: este conteúdo foi selecionado pelo Observador no âmbito de uma parceria de factchecking com o Facebook e com base na proliferação de partilhas — associadas a reportes de abusos de vários utilizadores — nos últimos dias.

Recomendamos

Populares

Últimas

A página está a demorar muito tempo.