O ordenado mínimo em Espanha é de 1.050 euros e a reforma mais baixa de 900. Será verdade? A alegação tem estado a correr as redes sociais, mas a verificação de factos do Observador mostra que não é verdade.

Vamos aos números: o ordenado mínimo espanhol — o salário mínimo interprofessional (SMI) — está atualmente nos 950 euros, como pode ser consultado na página oficial do Ministério do Trabalho e da Segurança Social de Espanha, valor abaixo do referido na publicação. Tal como em Portugal, é pago ao longo de 14 meses.

Se, em alternativa, for consultada a página do Eurostat, o valor que surge é de 1.108 euros já que o cálculo feito pelo gabinete de estatísticas da União Europeia é o valor anual a dividir por 12 meses (e não 14). Mesmo que assim fosse, este valor continuava a não bater certo com o da publicação de Facebook, mas desta vez o desvio seria para cima.

Note-se que no site do Eurostat algo semelhante acontece com o valor de Portugal e o ordenado mínimo nacional é apontado como sendo de 776 euros e não de 665 euros. O motivo é o mesmo: é calculado a 12 meses e não 14.

Publicação já foi partilhada centenas de vezes no Facebook

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Quanto à “reforma mínima”, como é referido na publicação, basta verificar, de novo, em sites oficiais do Governo espanhol para perceber que o valor está errado. Na página do Ministério da Inclusão, Segurança Social e Migrações pode ver-se que o valor mínimo recebido por um aposentado aos 65 anos de idade varia entre os 654,6 e os 851 euros mensais.

Conclusão

Falso. O salário mínimo em Espanha é de 950 euros, pago em 14 meses, valor que sobe para 1.108 euros quando a conta é feita a 12 meses, como o cálculo que é feito pelo Eurostat. Já o valor mínimo da reforma aos 65 anos encontra-se entre os 654,6 e os 851 euros por mês, segundo a informação divulgada pelo próprio governo espanhol.

Segundo a classificação do Observador, este conteúdo é:

ERRADO

No sistema de classificação do Facebook, este conteúdo é:

FALSO: As principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

Nota: este conteúdo foi selecionado pelo Observador no âmbito de uma parceria de fact checking com o Facebook.

IFCN Badge