Uma publicação no Facebook fala “em mais um dia normal da Rússia”, brincando com o facto de uma “morsa de 1.500 kgs” estar a dormir em cima de um submarino, atrás vê-se um homem de braços no ar. Nem tudo o que se vê na imagem corresponde à verdade, mas de facto há registos de uma morsa a descansar em cima de um submarino russo.

Tudo aconteceu em 2006, quando o submarino estava parado para reparação em Kamchatka, na região oriental da Rússia. Mas a imagem que a publicação utiliza não retrata inteiramente o que aconteceu. De facto, até o US Naval Institute decidiu, em março de 2020, recuperar o momento e partilhou na página oficial do Twitter uma das imagens reais do que aconteceu no submarino K-186 Omsk russo.

Percebe-se, olhando agora para a publicação partilhada no Facebook, o que aconteceu: através da manipulação da imagem foi inserido um homem atrás, com os braços no ar em jeito de comemoração. As sombras da morsa e dos braço direito do homem no próprio corpo não são coincidentes e esse facto ajuda a perceber que se trata de uma montagem.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Mas esta não é a única fotografia que ficou imortalizada no momento. Através de uma pesquisa rápida na internet, com palavras relacionadas com o acontecimento, é fácil perceber que várias vezes a imagem usada nesta publicação já foi identificada como falsa e fruto de manipulação. E também é possível encontrar outros registos do inusitado momento. A norte-americana Snopes também já desmentiu a imagem partilhada, acrescentando mais imagens. As imagens foram inicialmente reveladas num livro que encerra registos das várias missões da tripulação do submarino.

Conclusão

De facto, há vários anos, uma morsa achou que um submarino era um local apropriado para fazer uma pausa. Ao contrário do que possa parecer, o submarino não estava em navegação, mas sim parado em Kamchatka à espera de reparação. Já a imagem que acompanha a publicação é falsa. Deriva de uma fotografia verdadeira, mas o homem atrás do animal foi lá colocado com recurso a manipulação de imagem.

Assim, segundo a classificação do Observador, este conteúdo é:

ENGANADOR 

No sistema de classificação do Facebook este conteúdo é:

PARCIALMENTE FALSO: as alegações dos conteúdos são uma mistura de factos precisos e imprecisos ou a principal alegação é enganadora ou está incompleta.

Nota: este conteúdo foi selecionado pelo Observador no âmbito de uma parceria de fact checking com o Facebook.

IFCN Badge