A subida do preço dos combustíveis em Portugal tem feito correr muita tinta na imprensa mas também gerado indignação, especialmente nas redes sociais. A 14 de outubro, uma publicação de Facebook postou uma fotografia onde se via uma fila de carros numa bomba de combustíveis da Galp. A descrição era a seguinte: “Portugueses estão a fazer, por vezes, 50 quilómetros, para ir encher o depósito e trazer 2 garrafas de gás de Espanha. Esta manhã era assim o cenário na Galp do outro lado da fronteira.” Sendo certo que situações como esta não são inéditas nos dois países, especialmente na zona da fronteira, desta vez, a história acaba por não ser verdadeira. Atingiu as 1.200 mil partilhas e os 1.400 gostos. Ainda assim, trata-se de uma publicação falsa.

Publicação viral mostra uma fotografia de uma área de serviço da Galp em Espanha. É falsa.

“Definitivamente não é em Espanha mas em Portugal”. Esta é a resposta de fonte oficial da Galp ao Observador, depois de verificar a imagem. A hipótese mais próxima é a de que seja a área de serviço da Universidade Católica do Porto. Mas, não havendo certezas — mesmo depois de recorrer às imagens do Google Maps — o local e a origem da imagem ficam por definir. Existe ainda outro argumento que reforça a ideia de que não estamos perante uma área de serviço em Espanha: olhando mais de perto para a fotografia, lê-se a indicação “Lavagem”. Ora, tal como está escrita, essa palavra não existe no idioma espanhol.

Olhando novamente para a publicação, verificam-se vários comentários que ajudam a reforçar aquilo que foi defendido pela Galp: a imagem só pode ter sido tirada em Portugal, resta saber onde e quando. Para isso, o Observador entrou em contacto com o autor da publicação, que garantiu que copiou “a notícia para um grupo através do Twitter”. Mas quando lhe foi pedido o link original, já não o conseguiu encontrar. Quando questionado sobre se estava convencido de que a fotografia foi tirada, de facto, em Espanha, 0 autor da publicação manifestou dúvidas sobre a sua origem, apesar de acreditar na veracidade daquilo que partilhou.

Nenhuma busca nas plataformas de identificação de imagens permitiram perceber a origem da imagem. Não existe também nenhuma notícia daquele dia que comprove o que é defendido na publicação original.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Conclusão

Não é verdade que uma publicação demonstre uma área de serviço da Galp em Espanha. O autor não conseguiu demonstrar o que foi defendido pela sua publicação ao Observador. Já a Galp referiu que, de facto, a imagem não foi tirada em Espanha mas sim Portugal.

Segundo a classificação do Observador, este conteúdo é:

ERRADO 

Na escala de classificação do Facebook, este conteúdo é:

FALSO: As principais alegações do conteúdo são factualmente imprecisas. Geralmente, esta opção corresponde às classificações “falso” ou “maioritariamente falso” nos sites de verificadores de factos.

Nota: este conteúdo foi selecionado pelo Observador no âmbito de uma parceria de fact checking com o Facebook.

IFCN Badge