Não vale tudo, no suposto jornalismo de investigação!

Não vale bater à porta de um psicólogo e, em clima de consulta, criar uma relação de confiança só para poder gravar de forma oculta, e não autorizada, tudo aquilo que diz;

Não vale estabelecer uma conversa cheia de perguntas para obter respostas com o propósito único de as vir a editar e publicar, sem que o especialista saiba que está a ser entrevistado e não apenas consultado;

Não vale induzir respostas;

Este artigo é exclusivo para os nossos assinantes: assine agora e beneficie de leitura ilimitada e outras vantagens. Caso já seja assinante inicie aqui a sua sessão. Se pensa que esta mensagem está em erro, contacte o nosso apoio a cliente.