Nova Iorque

Afinal, o que se anda a ler no metro?

A resposta a esta questão é dada pelo Subway Book Review, um projeto que dá a conhecer os livros e as histórias de quem viaja no metro de Nova Iorque.

Ao todo são já 220 os livros dados a conhecer no Subway Books Reviews

Getty Images

Alguma vez teve alguém sentado ao seu lado no metro a ler, e sentiu vontade de perguntar o fim da história? Saber porque que é que o enredo daquele bestseller desperta tamanho entusiasmo a alguém que acordou tão cedo? Ou já lhe apeteceu trocar ideias sobre um romance que também já leu?

Foi para satisfazer estas curiosidades que Uli Beutter Cohen criou o projeto Subway Book Review.

O conceito é simples: um título apelativo, uma capa original e alguém desconhecido focado nas páginas de um livro. A autora do blogue dirige-se ao leitor e pede-lhe que partilhe o que lhe vai na cabeça naquela altura, o que está a sentir ao ler aquele livro. Depois, fotografa-o e torna-o uma das personagens da história do seu blogue. É um género de sinopse literária, feita por quem aproveita as rotinas diárias para “pôr a leitura em dia”.

O resultado está nesta fotogaleria.

"How to Love" de Thich Nhat Hanh

Uli Beutter Cohen / http://www.subwaybookreview.com/

Tudo começou em dezembro de 2013, quando Uli se mudou para a cidade que nunca dorme. Um amigo disse-lhe: “não perguntes o que Nova Iorque pode fazer por ti. Descobre o que tu podes dar a Nova Iorque”. Uli descobriu um “microcosmos literário” dentro do metro e quis dá-lo a conhecer, levá-lo para lá daquelas linhas.

“O Subway Book Review é imprevisível. Nunca sei quem vou conhecer. E é esta envolvente de surpresa que transmito a quem lê o blogue, isto porque quem o lê também nunca sabe qual será a próxima crítica literária a ser partilhada”, contou a autora ao Observador.

As surpresas têm acontecido também enquanto conhece a história dos leitores, como a de Amanda, por exemplo: “roubei este livro num speakeasy [local onde durante a Lei Seca, nos Estados Unidos, era vendido álcool ilegalmente]. Tive de o fazer! O livro chama-se ‘Secrecy’ [em português, manter algo em segredo]”. Depois de partilhar este segredo bem guardado, Amanda despediu-se: “esta é a minha paragem, tenho de ir!”.

AMANDA

Numa das suas viagens de metro, Amanda contou a história  do livro ‘Secrecy’ para o Subway Book Review

Ainda que as viagens pelas partilhas sejam curtas, como as viagens de metro, as histórias e as fotografias que as ilustram têm chegado para entusiasmar os seguidores do blogue e das respetivas redes sociais onde faz a partilha – facebook, instagram e twitter.

Na conta de instagram do blogue leem-se comentários como: “melhor feed de instagram de sempre”, “esta conta não tem fim para os bons livros que se podem ler”, “esta vai ser a minha próxima leitura”.

Ao todo Uli já entrevistou 220 pessoas e a lista é para continuar, já que a próxima paragem é sempre alguém com um bom livro para ler e uma boa história para ser partilhada.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Livros

Livros para o Natal (II)

João Carlos Espada

A confiança na civilização europeia e ocidental supõe o reconhecimento do sentimento nacional.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site