Autárquicas 2017

Cristas defende 50% de desconto nas tarifas EMEL para moradores de Lisboa

234

Mobilidade e estacionamento foram os temas mais abordados na apresentação do programa de candidatura de Assunção Cristas a Lisboa. Candidata centrista quer mais benefícios para lisboetas.

Assunção Cristas apresentou esta quarta-feira o seu programa de candidatura às autárquicas

JOSÉ COELHO/LUSA

A candidata do CDS-PP à Câmara de Lisboa, Assunção Cristas, apresentou esta quarta-feira o seu programa de candidatura e dedicou uma boa parte da conferência de imprensa à questão da mobilidade e do estacionamento na capital, que considera ser um dos grandes problemas vividos pelos lisboetas. Entre as propostas da centrista para a cidade no que toca ao estacionamento está a criação do Lisboa Parque, um “programa generoso para facilitar a vida aos moradores da cidade”. O programa inclui três medidas:

  • Atribuição de uma segunda zona de estacionamento gratuito na cidade a todos os moradores, além da zona de residência;
  • Estacionamento gratuito nos primeiros 20 minutos em qualquer zona da cidade, para residentes;
  • Desconto de 50% para moradores nas tarifas da EMEL — que “deve ser amiga dos lisboetas e não uma caça-multas como até agora”.

No que toca à mobilidade em Lisboa, Cristas defende um “plano integrado de mobilidade em que a expansão do metro é a coluna vertebral” e em que os autocarros e elétricos da Carris devem apoiar nas deslocações de proximidade. A candidata centrista apresentou como objetivos fundamentais a redução, em média, do tempo de viagem entre casa e o trabalho em 10 minutos; a transição gradual da utilização do automóvel para transportes coletivos; a taxa de ocupação dos veículos que circulam na cidade e ainda a redução das emissões de CO2.

Mais lugares de estacionamento

Para “dar voz aos cidadãos nesta matéria”, Cristas propõe a criação de um Conselho Municipal de Mobilidade, cuja consulta deverá ser obrigatória para todas as tomadas de decisão relativas à mobilidade e transportes. Reconhecendo que no futuro haverá uma tendência para a redução do número de veículos a circular na cidade, Cristas sublinhou que “essa não é a realidade agora”, e que por isso não se pode “tratar mal” os moradores, para quem “o estacionamento é um aspeto crítico”. Por isso, Cristas propõe também a criação de mais lugares de estacionamento, designadamente através da construção de silos de estacionamento.

No que toca à sustentabilidade ambiental, a candidata do CDS-PP propõe a criação de uma “Bolsa Verde”, uma bolsa de incentivo aos habitantes de Lisboa “para tornarem as suas residências mais eficientes do ponto de vista energético e hídrico”, através de benefícios atribuídos em função de objetivos concretos que sejam atingidos pelos residentes. Ao mesmo tempo, Cristas inclui no seu programa de candidatura a intensificação do trabalho em zonas verdes “que não estão a ser potenciadas”, dando como exemplos Monsanto e o Parque Eduardo VII, mas sem concretizar o que entende por “intensificar o trabalho”.

Cristas destacou também os desafios sociais de uma cidade muito envelhecida, destacando dois objetivos: acompanhar os mais idosos que estão numa fase de dependência e, ao mesmo tempo, trabalhar para ter mais crianças, mais jovens e mais famílias na cidade. Para responder a estes problemas, a centrista defende a implementação de um sistema de creches que cubra 100% do concelho e a criação de uma rede de apoio social que una instituições públicas e privadas, com apoio da Santa Casa da Misericórdia, que desenhem um “plano com objetivos comuns” para combater as situações de isolamento na velhice.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: jfgomes@observador.pt
Autárquicas 2017

Falar de André Ventura

Alexandre Homem Cristo
141

Ventura está a ser sobrevalorizado – enquanto candidato e, mais ainda, enquanto intérprete de novos rumos para a direita. Um erro que, perante a tentação de leituras nacionais, será importante evitar.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site