Toyota

Toyota. C-HR Hy-Power Concept promete potência

Fabricante já com um longo percurso no domínio das motorizações híbridas, a Toyota apresenta-se em Frankfurt com uma nova e mais potente versão híbrida do seu C-HR, o C-HR Hy-Power Concept.

A Toyota revelou de forma oficial, no Salão Automóvel de Frankfurt, um protótipo do que poderá vir a ser a futura variante híbrida do já conhecido pequeno crossover C-HR. E que, embora ainda muito no segredo dos deuses, anuncia desde já mais potência. Prometendo ser, igualmente, a primeira de muitas.

Actualmente disponível com um sistema híbrido que tem por base um 1,8 litros a gasolina, o Toyota C-HR Concept apresentado poucas alterações traz, em termos estéticos, face ao modelo já em comercialização. “Não queríamos recorrer a muitos elementos de distinção ou personalização, ou até mesmo enchê-lo de pormenores, de forma a conseguir o impacto que pretendíamos que o modelo tivesse”, explica a marca nipónica.

Assim e novidade face CH-R já disponível, apenas uma nova pintura “Dark Carbon” com acabamentos em mate e pormenores em preto brilhante, algumas aplicações em cromado escurecido, jantes de 20″, além de uma nova película no tejadilho, que se estende pelos pilares A. Tudo, no fundo, para chamar mais a atenção.

Já no habitáculo, segue-se a mesma política, com as alterações a resumirem-se a um novo esquema de cores, importado do exterior.

Quanto ao sistema de propulsão, a Toyota revela apenas que, ao contrário da versão híbrida do C-HR já em comercialização, cuja potência surge fixada nos 122 cv, a solução aplicada neste concept permite oferecer mais “poder de fogo”. Quanto, a marca japonesa ainda não revelou. Afirmando apenas que se trata do primeiro de uma nova família de sistemas de propulsão híbridos, mais potentes.

Pesquisa de carros novos

Filtre por marca, modelo, preço, potência e muitas outras caraterísticas, para encontrar o seu carro novo perfeito.

Pesquisa de carros novosExperimentar agora
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Medicina

Mãe e avó

Pedro Vaz Patto

A respeitável intenção de ter um filho não pode levar a fazer deste um objeto de um desejo ou de um direito, a satisfazer esquecendo ou ultrapassado o seu supremo bem.

Pobreza

O dia mundial dos pobres, uma hipocrisia?!

P. Gonçalo Portocarrero de Almada

Com o valor, certamente astronómico, da hipotética venda da Pietà, milhões de pobres, que vivem agora na miséria, poderiam ser significativamente ajudados.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site