António Costa

António Costa. Maior défice não é das finanças, mas o que acumulamos de ignorância

2.911

António Costa, defendeu que Portugal precisa de ultrapassar o défice "do desconhecimento", o do que "acumulamos de ignorância". Este é "maior défice" que o país tem.

MANUEL ARAÚJO/LUSA

Autor
  • Agência Lusa

O primeiro-ministro, António Costa, defendeu este domingo que Portugal precisa de ultrapassar o défice “do desconhecimento e da ausência de formação”, considerando que este é “maior défice” que o país tem.

“O maior défice que temos não é o défice das finanças, é o que acumulamos de ignorância, de desconhecimento, de ausência de educação, de ausência de formação, de ausência de preparação. E é esse défice histórico que nós temos que vencer, se quisermos, e não podemos deixar de querer (…) sermos melhores do que os melhores”, afirmou António Costa, no Porto, na cerimónia de entrega dos prémios Manuel António da Mota.

Segundo o primeiro-ministro, o país precisa de concretizar essa ambição.

Corrigido com clarificação do título.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site