As conversações em torno do fornecimento de gás russo à Ucrânia são retomadas hoje ou quarta-feira, em Bruxelas, depois de uma maratona negocial ter terminado, esta madrugada, sem um acordo, disse o Comissário Europeu da Energia.

“Todos os pontos do acordo foram negociados [e] as discussões vão ser retomadas”, afirmou Guenther Oettinger, ao fim de um encontro de sete horas, indicando que as partes vão agora consultar os respetivos governos e que as conversações devem ser retomadas ainda hoje ao final do dia ou na quarta-feira.

Ministros da Ucrânia e da Rússia reuniram-se em Bruxelas, num encontro mediado pela com União Europeia, para tentar evitar uma interrupção do fornecimento de gás de Moscovo a Kiev.

Apesar de ainda não haver um acordo, o ministro da Energia ucraniano, Yuri Prodan, considerou que “a boa notícia é que as conversações prosseguem”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Esta foi a quinta reunião ministerial em Bruxelas, mas nem Moscovo nem Kiev cederam, antes de partirem para mais um encontro, apenas um milímetro nas suas exigências sobre o pagamento de dívidas e a revisão das taxas de gás, respetivamente.

A UE está particularmente interessada na resolução deste conflito, uma vez que importa 40% do seu gás da Rússia e metade deste valor vai para o território comunitário através de gasodutos ucranianos.