De acordo com os últimos dados disponibilizados na página da Segurança Social (www.seg-social.pt), em maio existiam 341.282 beneficiários de prestações de desemprego, menos 25.632 pessoas do que em abril e o equivalente a 45% do último número total de desempregados contabilizados pelo Eurostat.

Os últimos dados divulgados pelo Eurostat contabilizavam, em abril de 2014, um total de 753 mil desempregados, com a taxa de desemprego a situar-se nos 14,6%.

Os números da Segurança Social incluem o subsídio de desemprego, subsídio social de desemprego inicial, subsídio social de desemprego subsequente e prolongamento do subsídio social de desemprego, prestações que atingiram em maio o valor médio de 464,55 euros, face aos 510,22 euros observados um ano antes.

O Porto é o distrito com o maior número de beneficiários com prestações de desemprego, tendo sido em maio atribuídos subsídios a 74.437 pessoas.

Segue-se o distrito de Lisboa, com 68.870 desempregados a receberem prestações de desemprego e o de Setúbal (com 30.150 desempregados com direito a subsídio).

Os beneficiários do sexo masculino são em número superior (180.059 pessoas), em relação aos do sexo feminino (161.223).

O Eurostat divulga na terça-feira a taxa de desemprego de abril da União Europeia e zona euro.