Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

João Galamba e Vítor Ramalho, dois dos subscritores do Manifesto dos 74 e apoiantes da candidatura de António Costa à liderança do Partido Socialista, vão estar presentes na apresentação de um relatório de 71 páginas onde quatro economistas assumem a necessidade de adiar o pagamento da dívida pública portuguesa e de baixar os juros pagos por essa mesma dívida.

Apesar de achar o relatório “complexo”, João Galamba considera “inteligentes” as propostas sobre “a diminuição dos juros e o aumento das maturidades”. Em declarações ao Observador, o deputado socialista quis deixar claro que “os quatro autores merecem pelo menos um aplauso por terem tido o trabalho de pensar seriamente numa proposta séria e qualificada” que “resulta de um trabalho extenso e difícil”.

“Um Programa Sustentável para a reestruturação da dívida portuguesa” é o nome da primeira proposta concreta que sai do núcleo de signatários do manifesto publicado a 28 de março de 2014 e cujos autores são Francisco Louçã, Eugénia Pires, Pedro Nuno Santos e Ricardo Cabral. O relatório será apresentado esta quinta-feira na Faculdade de Direito da Universidade de Lisboa.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR