É modelo internacional, ex-namorada do ator Leonardo DiCaprio e tem nacionalidade israelita, o que, por estes dias, têm dado que falar. Numa recente entrevista ao El Mundo, Bar Refaeli falou sem pudor da situação militar vivida no país que a viu nascer. À questão “Qual é a tua opinião sobre o conflito entre Palestina e Israel?”, respondeu que não quer mudar a forma de pensar do seu povo. “Falo de política, mas não faço política. Não quero mudar a maneira de pensar da minha gente, mas sim passar uma ideia mais positiva da situação para acabar, de uma vez por todas, com o conflito”.

Mas este não foi o único ponto sensível no curto artigo. A modelo foi igualmente questionada sobre o significado do Holocausto. “É um momento na história que não deve ser esquecido, que tem de chegar às gerações seguintes. Os meus avós foram vítimas directas, estiveram nos campos [de concentração]. E a dor que tenho aqui dentro…não a posso evitar. Israel sofreu muito e isso deve ser sempre recordado”. Ainda assim, a modelo atesta que o país em questão não passa a imagem do que realmente é e que, se não fosse local, teria receio de o visitar: “Se fosse estrangeira, teria medo de viajar para lá. Fala-se sempre de Israel como um lugar em guerra”. No entanto, Refaeli olha para o destino como “um lugar maravilhoso, alegre, feliz, com um clima fantástico, bares e restaurantes, vida nas ruas, dinamismo cultural…”.

A entrevista, publicada este domingo (27 de julho), não revela as primeiras declarações de Refaeli sobre o conflito na Faixa de Gaza. A modelo tem sido alvo de várias críticas a propósito de uma fotografia publicada nas redes sociais. No Instagram, bem como no Twitter e no Facebook, é possível ver a imagem que presta tributo a membros, entretanto falecidos, do exército israelita (IDF). “Estes dias têm sido difíceis de suportar. Jovens corajosos que têm protegido o nosso país do terror. O meu coração vai para as suas famílias. Eles serão sempre relembrados e respeitados”.

Bar Refaeli Instagram

Bar Refaeli Instagram

Os comentários não se fizeram esperar e a ex-namorada de DiCaprio foi duramente criticada. Segundo o The Blaze, houve quem lhe chamasse de “assassina de bebés”, alegando que Israel terá morto 760 pessoas, incluindo crianças. Noutro comentário lê-se: “Isto é um genocídio, é horrível e devias ter vergonha”. No entanto, o post publicado no Instagram já conta com quase 50 mil “gostos”.

Bar Refaeli nasceu em 1985, em Hod HaSharon, Israel. Ao longo da carreira já fez capa para revistas como Sports Illustrated, Maxim, Elle e GQ.