Nas primeiras horas desta terça-feira foram resgatados 232 imigrantes ilegais no Estreito de Gibraltar. Entre eles encontram-se 49 mulheres (uma delas, grávida) e 15 crianças, escreve o El País.

Os imigrantes encontram-se bem, apresentando alguns sintomas leves de hipotermia, segundo o jornal espanhol. Foram transportados para um polidesportivo de Tarifa porque o Centro de Internamento de Imigrantes da Ilha de Las Palomas, que geralmente acolhe estas pessoas, está lotado. Nas últimas 72 horas o centro recebeu quase 500 subsaarianos.

Na segunda-feira foram resgatados 299 imigrantes ilegais em Cádis, o que representava até agora o maior número registado num só dia desde 2006. Um porta-voz da Cruz Vermelha de Tarifa disse que a contagem no final desta terça-feira pode ser “dramática”.

Só este ano, o número de imigrantes resgatados já vai em mais de 1000. No mês de julho, 328 pessoas chegaram ao sul de Espanha em barcos insufláveis. Segundo o El País, as boas condições meteorológicas que se têm feito sentir – vento ligeiro e temperaturas acima dos 20 graus – estão a incentivar os imigrantes a lançarem-se ao mar.