Mais de três milhões de sírios fugiram à guerra civil do seu país e tornaram-se refugiados, com o registo de um milhão de pessoas apenas no último ano, revelaram esta sexta-feira as Nações Unidas.

“O número de refugiados vai ultrapassar hoje os três milhões”, refere Agência da ONU para os Refugiados ao salientar que o número não inclui milhares de pessoas que fugiram do conflito sem se registarem como refugiados.

Há menos de um ano, o número de refugiados sírios estava calculado em dois milhões de pessoas, acrescenta o mesmo organismo ao salientar que o aumento se deve à “deterioração das condições no interior do país”.

Há “cidades onde a população está cercada, as pessoas enfrentam a fome e os civis são alvo de sevícias ou indiscriminadamente mortos”. A guerra civil na Síria já terá provocado a morte a 191.000 pessoas desde março de 2011.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

As Nações Unidas referem ainda que 6,5 milhões de sírios foram deslocados o que traduz que cerca de 50% da população foi obrigada a abandonar as suas casas. Mais de metade dos deslocados são crianças. A maioria dos refugiados sírios encontrou abrigo em países vizinhos com o Líbano a acolher 1,14 milhões de pessoas, a Jordânia 608.000 e a Turquia 815.000.