Um carro pertencente ao Estado do Vaticano foi mandado parar pela polícia em França, perto da fronteira com a Itália e com a Suíça. Escondidos no interior do veículo estavam quatro quilos de cocaína e 200 gramas de cannabis. O carro pertencia ao cardeal argentino Jorge Mejia, de 91 anos, bibliotecário emérito da Santa Sé. O cardeal está reformado desde 2003 e encontra-se acamado devido a um ataque cardíaco.

De acordo com a estação de rádio francesa RTL, o secretário privado do cardeal Mejia terá confiado o veículo a dois homens de nacionalidade italiana para a sua revisão anual. Os dois homens aproveitaram a oportunidade para viajarem até Espanha, onde adquiriram as drogas, um cenário que ainda não foi confirmado por fontes oficiais, adianta o The Guardian.

Julgando que estariam protegidos pela matrícula diplomática, os dos italianos, de 30 e 41 anos, iniciaram uma tranquila viagem de regresso. Porém, foram apanhados pela polícia numa portagem perto da cidade de Chambéry, nos Alpes franceses. Nenhum dos homens tinha passaporte diplomático, por isso o Vaticano não foi diretamente implicado.

A Santa Sé já confirmou que o carro foi parado pela polícia e que foram encontradas drogas, salientando que nenhum representante oficial se encontra envolvido. A polícia de Lyon está agora a investigar o incidente.