Oslo anunciou a desistência da “corrida” à organização dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2022, depois do Partido Conservador, que apoia o Governo, ter votado contra o apoio financeiro à candidatura. “Tinha esperanças de um resultado diferente esta noite e claro que estou desapontado”, disse Stian Berger Roesland, o presidente da câmara da capital norueguesa. Segundo o jornal norueguês Aftenposten, o grupo parlamentar esteve bastante dividido, mas após um longo debate interno decidiu votar contra o apoio à candidatura. Em maio, já outro partido da coligação no poder, o Partido do Progresso, de direita, defendera que não haveria dinheiro do Estado para o projeto.

Oslo era considerada favorita para os Jogos de 2022, depois do sucesso de Lillehammer’94. Na “corrida” ficam agora Pequim e antiga capital do Cazaquistão, Almaty. Antes, tinham desistido Estocolmo, Cracóvia (Polónia) e Lviv (Ucrânia). A sede dos Jogos Olímpicos de Inverno de 2022 será escolhida na votação da 127.ª sessão do COI, a 31 de julho de 2015, em Kuala Lumpur.