Primárias No PS

Acordo entre Costa e Beleza. “Há condições para que o PS se una”

Costa e Álvaro Beleza encontraram-se na quarta e selaram acordo: lista única ao congresso, um terço dos lugares para os seguristas. "Há condições para que o PS se una mantendo a tradição", diz Beleza.

Carlos Manuel Martins / Global Imagens

António Costa e Álvaro Beleza encontraram-se na quarta-feira e selaram o acordo: lista única ao congresso e um terço dos lugares para os seguristas. “Há condições para que o PS se una”, confirma Álvaro Beleza ao Observador.

“Houve um entendimento para que o partido se una e apresente uma lista única no congresso que vai unir todas as sensibilidades, mantendo aquela que é a tradição do partido”, explicou aquele que é designado entre os apoiantes de António José Seguro como uma espécie de ‘coordenador da tendência de Seguro’.

Nas primárias de domingo, Costa teve cerca de 70% dos votos e, portanto, fica com cerca de dois terços dos lugares nos órgãos do partido. O mesmo se passará já com a direção do grupo parlamentar, que será conhecida esta quinta-feira e sexta-feira votada. Atualmente, dos 13 membros, mais de metade são de Costa.

Beleza adiantou ainda que a conversa com o autarca de Lisboa foi mais sobre ideias do que sobre lugares. “Falámos sobre a convenção Novo Rumo, o Laboratório de Ideias e o que significou as primárias”, explicou. Aquele que era um dos dirigentes mais próximos de Seguro vai ajudar Costa na preparação de documentos programáticos.

“Estou a trabalhar para sarar feridas. É essa a minha especialidade”, brincou Beleza, referindo-se ao facto de ser médico.

Entre os apoiantes de Seguro, havia a vontade, partilhada com o Observador, de que se não tivesse sido possível um entendimento com Seguro, então, teria que haver uma candidatura contra o agora candidato do PS a primeiro-ministro.

De Seguro, que se demitiu de secretário-geral no domingo à noite, os apoiantes “tiveram carta branca” para fazer o que entendessem nesta fase. “Ele afastou-se. Vai seguir o seu caminho próprio”, explicou Beleza.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Primárias No PS

Tudo como previsto!

Manuel Villaverde Cabral

Se é certo que não estamos bem nem pouco mais ou menos, também é exacto que todos acreditávamos que estaríamos muito pior. E isto funciona como um trunfo em termos de expectativas

Política

A direita em crise?

Luiz Cabral de Moncada

A perda de terreno eleitoral pela direita só significa que a esquerda assimilou o que aquela de melhor tem, o liberalismo económico e social. Está em crise? Não, já ganhou no terreno das ideias.

Política

Eleições à vista

José Couceiro da Costa

Hoje, com a velocidade da informação, o que releva são as causas, tão voláteis como as opiniões da sociedade civil. O modus operandi da política do séc. XX está morto. A ordem natural está invertida.

Jovens

É desta que fazemos valer a nossa geração?

Teresa Cunha Pinto

Esta geração vive com a barriga cheia de uma grande ilusão. De que é a geração mais informada, mais qualificada, mais viajada. É pura ilusão porque em nada se concretiza e materializa. 

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)