Dois polícias foram atacados na quinta-feira à machadada por um homem em Nova Iorque que foi agora identificado como tendo “tendências [islâmicas] extremistas”. O homem foi morto depois de ter atacado os dois polícias.

O homem foi identificado nos meios de comunicação social como sendo Zale Thompson e terá feito declarações que denotam uma tendência para atos extremistas, pelo menos é assim identificado pelo SITE Intelligence Group, que monitoriza estas ações. De acordo com o The Telegraph, o atacante fez algumas declarações que acabaram em redes sociais onde predominam frases com teor racista e com “contexto histórico e religioso” e, acrescenta “ultimamente com tendências extremistas”.

Ainda não são conhecidos os motivos que levaram o homem a atacar os polícias sem que tivesse existido qualquer interação antes do ataque e a polícia não quer para já relacional com atos terroristas dizendo que é muito cedo para fazer essa afirmação.

Tudo começou quando quatro polícias posavam para uma fotografia a pedido de uma fotógrafa freelancer e, de repente, sem aviso nem porquê, Zale Thompson atacou dois deles à machadada. De acordo com as últimas notícias, um dos polícias ainda está em estado crítico, apesar de estável depois do ataque em plena luz do dia. Um deles foi atacado num braço e o outro na cabeça, este último que continua em estado crítico. Os polícias conseguiram responder e o atacante acabou morto, divulgou o responsável pela polícia Bill Bratton.