O presidente do Governo espanhol, Mariano Rajoy, pediu desculpa esta terça-feira, perante o Senado, por causa dos casos de corrupção que estão a envolver o Partido Popular (PP), e anunciou que o Executivo vai avançar com medidas anticorrupção.

“Peço desculpa em nome do PP a todos os espanhóis por ter colocado em certos cargos pessoas que não eram dignas dos mesmos”, disse Rajoy, numa declaração lida no Senado, antes de o governante responder à pergunta da porta-voz do PSOE, María Chivite.

Rajoy disse ainda “entender” e “compreender a indignação dos cidadãos” e pediu aos espanhóis que confiem no Estado de Direito. Quanto aos novos casos de corrupção denunciados esta segunda-feira, envolvendo adjudicações irregulares no valor de 250 milhões de euros, Rajoy referiu que o esquema só foi apanhado porque a justiça funciona.

Mas para impedir ao máximo estas redes, o Governo de Rajoy vai avançar com medidas anticorrupção, mesmo sem o apoio de outros partidos. O anúncio foi feito também esta terça-feira por Mariano Rajoy, um dia depois de o PSOE ter recusado um pacto global com o PP sobre a corrupção.