O BE afirmou hoje que a demissão do ministro da Administração Interna comprova a necessidade de extinguir os vistos ‘gold’ e insistiu que Paulo Portas deve “responder por uma medida” que apenas trouxe “negócios escuros” ao país.

“Achamos que a saída do ministro Miguel Macedo é normal em democracia e era esperada, o que só contrasta, para vergonha da ministra da Justiça e do ministro da Educação, com outras demissões que ficaram por fazer”, considerou, em declarações à agência Lusa, o dirigente bloquista Jorge Costa.

O ministro da Administração Interna, Miguel Macedo, anunciou hoje que pediu a demissão do Governo, que foi aceite pelo primeiro-ministro.

Numa declaração lida no Ministério da Administração Interna, Miguel Macedo considerou que a sua autoridade, enquanto governante, ficou diminuída com o envolvimento de pessoas que lhe são próximas nas investigações da Operação Labirinto, que visam alegados casos de corrupção na atribuição de vistos ‘gold’.