Em comunicado, a PJ adianta que, através da diretoria de Lisboa e Vale do Tejo, localizou, identificou e deteve no norte do país um homem com 20 anos de idade, indiciado pela prática de um crime de homicídio na forma consumada.

O homicídio foi cometido em finais do passado mês de abril, tendo a vítima, com 78 anos de idade, taxista de profissão, sido encontrada sem vida no interior da sua casa, em Lisboa.

No comunicado, a PJ refere que “a investigação (…) levou, em julho passado, à identificação e detenção de um dos presumíveis coautores do homicídio, um homem, também com 20 anos, o qual se encontra, desde então, sujeito à medida de coação de prisão preventiva.

A PJ deteve agora o segundo presumível autor do crime, no norte do país.

O detido vai ser ouvido hoje em primeiro interrogatório judicial para aplicação de medidas de coação, que podem ir até à prisão preventiva.

DD // ARA

Lusa/Fim