A China considera Portugal “um país amigo” e “um importante parceiro”, disse hoje o porta-voz do ministério chinês dos Negócios Estrangeiros, Qin Gang.

Questionado pela agência Lusa, em Pequim, sobre o 15.º aniversário da transferência de poderes em Macau e o estado atual das relações luso-chinesas, Qin Gang caracterizou também Portugal como “um bom amigo da China no seio da União Europeia”.

“China e Portugal lidaram corretamente com o regresso de Macau (à administração chinesa), através de consultas e negociações em pé de igualdade. É um marco memorável na História das relações entre a China e Portugal”, realçou o porta-voz do MNE chinês.

Macau (“Ao Men”, em chinês) foi integrado na República Popular da China no dia 20 de dezembro de 1999, com o estatuto de Região Administrativa Especial e segundo a mesma fórmula adotada em Hong Kong, “um país, dois sistemas”.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

“O regresso sem sobressaltos de Macau à China e a harmonia e prosperidade de que tem gozado deve-se ao facto de a China e Portugal terem mantido boa cooperação”, disse Qin Gang.

“E o sucesso de Macau também contribuiu para o bom desenvolvimento das relações entre a China e Portugal”, acrescentou.