Rádio Observador

Crise no GES

FMI não tinha mandato nem autoridade para supervisionar bancos, afirmou Subir Lall

Chefe da missão do FMI para Portugal afirmou que o Fundo “não tinha mandato nem autoridade” para supervisionar os bancos. O objetivo do programa era assegurar a estabilidade financeira.

Subir Lall respondeu às críticas de Fernando Ulrich

AFP/Getty Images

Autor
  • Agência Lusa

O chefe da missão do FMI para Portugal, Subir Lall, afirmou nesta terça-feira que o Fundo “não tinha mandato nem autoridade” para supervisionar os bancos, reiterando que o objetivo do programa era assegurar a estabilidade financeira sistémica e que “isso foi garantido”. “Não exigimos nada às autoridades porque não desempenhamos o papel de supervisores. Não tínhamos o mandato ou a autoridade para supervisionar os bancos”, afirmou Subir Lall numa conferência hoje em Lisboa quando questionado sobre se o Fundo teve conhecimento dos problemas detetados no Banco Espírito Santo (BES) durante o programa de resgate.

“Se trabalhámos com os bancos? Sim. A questão é que temos de olhar para que servia o programa? Era para garantir a estabilidade financeira sistémica e isso foi garantido”, disse ainda o responsável durante uma conferência promovida pela Ordem dos Economistas.

O presidente do Conselho de Administração do BPI, Fernando Ulrich, criticou hoje a atuação da ‘troika’ no que refere ao BES, lamentando em concreto a atuação do Banco Central Europeu (BCE). “O banco que não precisava de capital público estoirou e a ‘troika’ não percebeu (…) Causa-me alguma perplexidade por que é que o BCE terá sido tão violento com o BES e anda com os bancos gregos ao colo. Por que é que foi tão duro e exigente com o BES?”, questionou Ulrich na comissão parlamentar de inquérito à gestão do BES e do Grupo Espírito Santo (GES).

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)