As forças governamentais sírias repeliram um ataque do grupo extremista Estado Islâmico contra um aeroporto militar no sul da Síria. Os combates fizeram 35 mortos, informou este sábado o Observatório Sírio dos Direitos Humanos.

Na sexta-feira, “combatentes leais ao Estado Islâmico atacaram pela primeira vez as imediações do aeroporto militar de Khalkhala, em Soueida”, disse o diretor daquela organização não-governamental, Rami Abdel Rahaman, à agência France Presse. Os combates fizeram pelo menos 20 mortos entre os soldados e 15 entre os jihadistas, disse.

O aeroporto, considerado estratégico por estar localizado junto da autoestrada que liga a capital da província a Damasco, já tinha sido atacado várias vezes por grupos rebeldes, incluindo o ramo sírio da Al-Qaida, a Frente al-Nosra.

A agência oficial síria, Sana, noticiou que o exército “abortou tentativas dos terroristas para se infiltrarem” em duas aldeias da província de Soueida.