O fundador da Frente Nacional francesa (FN), Jean-Marie Le Pen, 86 anos, foi hospitalizado esta quinta-feira, dias depois de um desentendimento com a sua filha, Marine Le Pen. Em causa está um “pequeno problema de coração”, segundo disse o próprio, citado pela France 24.

“Está tudo bem, estou na minha cama. Isto dá-me a oportunidade para descansar. É um pequeno problema de coração, nada de sério. A fera está forte”, disse o polémico ex-líder da FN, apesar de apresentar uma voz cansada. Ainda não se sabe, no entanto, quando Le Pen terá alta — a decisão está a cargo dos médicos.

PARIS, FRANCE - MAY 01:  France's far-right National Front President,  Marine Le Pen (L) and her father Jean-Marie Le Pen take part in a march as part of the party's annual celebration of Joan of Arc on May 1, 2011 in Paris, France. France's far-right National Front members took part in its traditional Joan of arc May Day Rally with the party's new leader, as thousands across the globe took to the streets to rally for worker's rights on International Workers' Day.  (Photo by Franck Prevel/Getty Images)

Pai e filha, em maio de 2011 / Franck Prevel/Getty Images

Uma fonte ligada ao partido comentou que a ida para o hospital poderá ter tido origem na disputa muito publicitada entre Le Pen e a sua filha, Marine, atual líder da formação de extrema-direita. Isto porque o político defendeu publicamente o marechal Pétain, líder da França colaboracionista com os nazis, o que levou a Frente Nacional a aplicar-lhe um “processo disciplinar”.

16936446.jpg

Marion Maréchal Le Pen YOAN VALAT/EPA

Perante o sucedido, o líder histórico disse esperar, no passado dia 12 de abril, que seja a sua neta a substituí-lo como candidata do partido na região Provença-Alpes-Costa Azul nas próximas eleições.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Marion Maréchal Le Pen, 25 anos, é a terceira da dinastia Le Pen e sobrinha de Marine. Em 2012 tornou-se a deputada mais jovem da história em França e em novembro do ano passado foi a mais votada pelos militantes da FN na eleição dos membros do comité central.

Marine Le Pen, 46 anos, tem tentado limpar a imagem racista associada ao partido desde que tomou o poder em 2011. Sob a sua liderança, a Frente Nacional foi o partido mais votado nas eleições europeias de 2014 e conseguiu um quarto dos votos nas eleições locais de março deste ano.