O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, condenou “o ataque bárbaro” perpetrado no sábado em Jalalabad, no leste do Afeganistão, apelando para que os seus responsáveis sejam rapidamente levados à justiça. “O secretário-geral condena veementemente o bárbaro ataque levado a cabo hoje (sábado) em Jalalabad, na província de Nangarhar, no Afeganistão, que causou a morte de 35 pessoas e mais de uma centena de feridos”, refere um comunicado divulgado pelo porta-voz de Ban Ki-moon, e citado hoje pela agência de notícias Xinhua.

O grupo radical Estado Islâmico reivindicou o atentado, anunciou no sábado o presidente Ashraf Ghani. O ataque ocorreu por volta das 08h00 de sábado (04h30 em Lisboa) no exterior de um banco, onde trabalhadores e militares recebiam os respetivos salários, informaram as agências internacionais. Segundo o chefe da polícia da província de Nangarhar, Fazal Ahmad Shirzad, uma explosão ocorreu no exterior de um banco onde funcionários do governo e militares recebiam os salários.