Pelo menos quatro soldados morreram nesta quinta-feira quando um camião explodiu, num posto de controlo militar na cidade de Maiduguri, nordeste da Nigéria, palco de uma série de ataques atribuídos ao Boko Haram, testemunharam habitantes.

Dois habitantes, que pediram para não ser identificados, explicaram que um camião de transporte de madeira passou por vários postos militares antes de explodir perto da entrada de um quartel Maimalari, às 17h00 locais (mesma hora em Lisboa). “Foi um atentado suicida que visava o último posto de controlo militar”, asseguraram os habitantes, acrescentando que quatro soldados morreram e vários ficaram feridos.

Maiduguri tem sido alvo de vários ataques atribuídos ao grupo nigeriano Boko Haram. Aquela cidade nigeriana é o reduto histórico do grupo, criado em 2002, e que, desde 2009, se dedica à insurreição armada.

Num outro ataque, na cidade de Yola, também no nordeste da Nigéria, duas pessoas morreram e dezenas ficaram feridas, na sequência de uma explosão no mercado. O ataque também foi atribuído ao grupo Boko Haram.