Maria Barroso está internada no Hospital da Cruz Vermelha, em Lisboa, em estado crítico. A mulher do ex-Presidente da República Mário Soares deu entrada no hospital na manhã desta sexta-feira, na sequência de uma queda que terá acontecido em sua casa na quinta-feira à noite.

A ex-primeira dama está com uma hemorragia intra-craniana pós traumática grave depois de uma pequena queda. Maria Barroso fez um primeiro exame de manhã, que não revelou logo a gravidade da situação. Só mais tarde, quando os médicos realizaram novo exame se percebeu que a hemorragia no cérebro é grave.

Ao Observador o médico Eduardo Barroso, sobrinho de Maria Barroso, conta que “o prognóstico é muito reservado” e que a mulher do ex-Presidente da República está em coma profundo.

Foi o próprio Eduardo Barroso que transportou a tia ao hospital, tendo contado à SIC Notícias que Maria Barroso estava consciente nesse momento. E que tudo, naquela altura, não parecia ter grande gravidade. Ao fim da tarde, Eduardo Barroso, que é também médico, confirmou que a tia se encontrava num estado de “coma irreversível” e que apenas esperava que a “natureza” agisse, ainda que “às vezes aconteçam milagres”.

Num comunicado enviado às redações, o Hospital da Cruz Vermelha diz que Maria Barroso está “internada na Unidade de Cuidados Intensivos deste Hospital em estado muito crítico, na sequência de um traumatismo craniano complicado por hematoma subdural”.

Maria Barroso tem 90 anos.

PS preocupado; Costa atento

O secretário-geral do PS, António Costa, já afirmou que acompanha “com natural preocupação” a evolução do estado de saúde da fundadora do PS Maria de Jesus Barroso, que se encontra internada em estado grave.

“Todos os socialistas partilham com a família Barroso Soares uma grande tristeza com este momento e os votos de que tudo possa correr o melhor possível”, disse António Costa.

Maria Barroso casou com Mário Soares em 1949, e têm dois filhos, João e Isabel. Atriz, foi uma das fundadoras do Partido Socialista, liderado por Mário Soares, em Badem Munstereifel, na Alemanha, em 1973.

Um dos seus últimos cargos públicos foi a presidência da Cruz Vermelha Portuguesa, tendo também dirigido a associação Pro Dignitate, que ajudou a fundar.

Diplomou-se em Arte Dramática na escola de Teatro do Conservatório Nacional e licenciou-se depois em Ciências Histórico-Filosóficas, na Faculdade de Letras de Lisboa, onde conheceu o futuro marido, Mário Soares.

Maria Barroso estreou-se na companhia de Rey Colaço, Robles Monteiro, no Teatro Nacional D. Maria II e participou em vários filmes, como “Mudar de Vida” (1966), de Paulo Rocha.

Antes do 25 de Abril de 1974, foi candidata da Oposição Democrática, nas eleições de 1969. Com a democracia, foi eleita deputada pelo PS nas eleições de 1976, 1979, 1980 e 1983.

Foi professora e diretora do Colégio Moderno, fundado pelo sogro, João Soares. Durante a ditadura, foi proibida de dar aulas.

Maria Barroso em “estado muito crítico”, declara último relatório médico 

O ultimo relatório médico indica que Maria Barroso, mulher do ex-Presidente da República Mário Soares, está em “estado muito crítico”.

“A doutora Maria de Jesus Simões Barroso Soares mantém-se internada na unidade de cuidados intensivos deste hospital em estado muito crítico, sem que tenha ocorrido alterações significativas na sua situação clínica”, disse José Barata, porta-voz do Hospital da Cruz Vermelha.

José Barata esclareceu que, em principio, não haverá mais informação clínica ao longo da noite de hoje, 26 de junho.