Quando falta tempo para ir às compras – e ainda mais para cozinhar -, a tendência é recorrer à comida rápida. Mas essa é quase sempre a pior alternativa que quase sempre revela um estilo de vida pouco saudável.

Mas, segundo a Time, existem doze alimentos que deve ter no frigorífico para se alimentar de forma conveniente e sem grande esforço.

Iogurtes gregos

Estes iogurtes são muito versáteis, por isso devem ser presença obrigatória no seu frigorífico. Pode cozinhar molhos, maioneses ou pequenos-almoços saudáveis. E é uma forma saborosa de consumir proteínas e cálcio.

Ovos

Outro alimento que nunca deve faltar na cozinha: desde saladas até omeletes, pode comê-los fritos, cozidos ou escalfados. São práticos, fáceis de preparar e muito rápidos de comer. Além disso, são uma ótima fonte de proteínas, vitaminas e minerais.

Frutos silvestres congelados

Bagas de mirtilo, framboesas, amoras ou groselhas são sempre uma boa ideia para incluir nos pequenos-almoços (com leite, iogurtes, cereais, etc.) ou para enganar a vontade de comer um chocolate. São antioxidantes, ricos em fibras e pobres em calorias.

Tomate enlatado

É indispensável, principalmente se estiver pelado e cortado em cubos. O tomate em lata pode ser muito útil para preparar molhos para esparguete ou então para fazer pizzas caseiras. Também podem ser usados em sopas (a simples, de tomate, ou um gaspacho frio, misturando outros legumes). E o melhor: não perdem as propriedades nutricionais.

Bolachas com alto teor de fibras

De manhã, barre estas bolachas com queijo creme magro (outro indispensável) ou manteiga (pior alternativa). Nas restantes refeições principais pode utilizá-las nas saladas para substituir os frutos secos ou mesmo o frango desfiado. E porque não comer algumas quando a fome dá sinais ao longo do dia?

Vinagre branco

O propósito é simples de entender: fica bem misturado com azeite ou usado com limão em saladas ou cima de um frango assado no forno. E melhor: pode utilizá-lo até para limpar a casa.

Queijo

O queijo parmesão é um fiel amigo quando chega a casa demasiado saturada para se atirar às panelas. Tem pouco índice de gorduras e baixas calorias, por isso pode colocá-lo nas saladas, massas e vegetais para lhes dar mais sabor. Já o queijo creme magro serve para umas tostas ou até para uns doces menos calóricos. Experimente bater o queijo, usar os frutos vermelhos e as bolachas trituradas…

Esparguete e arroz

Com massas e arroz no armário não há forma de passar fome: basta que invente alguma coisa para colocar por cima destas fontes de hidratos de carbono, que fornecem energia necessária para o dia-a-dia. Lembra-se do tomate enlatado? Está na hora de o usar. E até pode polvilhar com o parmesão…

Cogumelos

Inteiros, aos cubos, laminados. Ter cogumelos em casa nunca pode ser má ideia, porque são fáceis de juntar em saladas ou com outros vegetais cozinhados. Além disso, são ótimos quando acompanham carnes e molhos. Mesmo os molhos para as massas.

Óleo canola

Tem de consumir ómega 35? É este o alimento ideal, uma boa alternativa para fazer doces, saltear comida e fazer molhos para saladas. Tudo sem gorduras saturadas.

Caldos

Sim, isso mesmo, aqueles comprados nos supermercados prontos a usar: também podem ser utilizados em várias ocasiões. Seja em molhos ou em sopas de preparação mais rápida, os caldos dão sempre mais sabor à comida e parecem saciar mais a fome.

Comidas orgânicas congeladas

Desde que tenham menos de 300 calorias, não hesite em usar estes alimentos. É só colocar dentro do forno ou do microondas e, voilà! o jantar está pronto. Ideal para acompanhar com aqueles sacos de vegetais congelados para os dias mais árduos.