Depois de os pais de Iker Casillas terem arrasado o FC Porto em declarações ao jornal espanhol El Mundo, Mari Carmen, a mãe do novo guarda-redes dos Dragões admitiu estar arrependida pelas suas declarações e afirmou estar agradecida ao clube, num pedido de desculpas público no programa Tiempo de Juego da Rádio Cadena Cope.

“Peço desculpas ao FC Porto pelas minhas declarações ao El Mundo. Estou agradecida ao FC Porto por ter contratado o meu filho. Já falei com o Iker e estou arrependida. Fiquei afetada por tudo aquilo que ele passou”, afirmou, segundo o Record.

“A massa adepta do Real Madrid é sagrada e soberana. Vivi jogos de forma emocionada pela forma como o apoiavam no Bernabéu e creio que a maioria dos adeptos gosta dele e vai recordá-lo para sempre. O que o meu filho deu ao Real Madrid foi muito. Ele foi, é e será um grande guarda-redes”, continuou Mari Carmen.

“Entendo e respeito que o Real Madrid esteja chateado pela nossa entrevista, mas espero que também entendam a nossa parte. O Real Madrid foi a sua casa e deram-lhe muito. Não acredito que isso se volte a passar com um guarda-redes. O facto de ele sair aos 34 anos é duro. A pressão que ele sofreu eu também a sentia”, rematou.

Desiludidos com a forma “injusta” como Casillas sai do Real Madrid, os pais do guarda-redes não ficaram satisfeitos com a sua transferência para o FC Porto, fechada no sábado após um grande impasse. Mari Carmen considerou em declarações ao jornal espanhol El Mundo que o Porto era uma equipa “de Segunda B”, o equivalente à terceira divisão portuguesa.