Rádio Observador

PS

Ele é francês. Socialistas contra-atacam nas redes

3.151

O figurante de um dos cartazes do PSD/CDS é estrangeiro. Partido recorreu a banco de imagens. Dois candidatos socialistas às legislativas espalharam pelas redes sociais a história.

Um dos figurantes que aparecem nos cartazes da coligação PSD/CDS é francês e uma outra já apareceu em anúncios na Austrália. Há socialistas a espalhar a história nas redes sociais como contra-ataque à polémica dos cartazes do PS que recorreram a figurantes, uma delas sem autorização para a utilização da imagem, como noticiou o Observador em exclusivo.

No final da tarde de segunda-feira, como resposta à polémica em torno dos cartazes do PS, vários socialistas – ainda que não sejam dirigentes de topo do PS – espalharam pelas redes sociais réplicas de cartazes da coligação para mostrar que os publicitários dos dois partidos recorreram afinal a figurantes estrangeiros.

Tudo começou com o presidente da concelhia do PS do Porto e candidato pelo mesmo círculo, Tiago Barbosa Ribeiro.

E rapidamente se espalhou. Eurico Brilhante Dias, candidato a deputado, também puxou o assunto.

cartaz PSD/CDS francês

Cartaz PSD/CDS

A questão que levantam é no entanto completamente diferente daquela que deu origem à polémica em torno dos cartazes socialistas. Tal como o Observador noticiou, os cartazes que recorriam a frases na primeira pessoa falando do desemprego ou da emigração forçada foram feitos com figurantes nacionais que não correspondiam às histórias contadas e que afinal trabalhavam na Junta de Freguesia de Arroios. E mais do que isso, uma das participantes diz não ter dado autorização para a utilização da sua imagem.

Nos cartazes da coligação a questão coloca-se por terem sido compradas fotografias a bancos de imagens, com estrangeiros a figurarem nos cartazes com mensagens gerais, sem serem citações na primeira pessoa. E não se coloca a questão formal da autorização para utilização da imagem, uma vez que o recurso a estes bancos de fotos é comum quer na publicidade quer até nos media, daí que uma mesma foto possa surgir por vezes em situações bem diferentes.

A luta passou assim para o campo político.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)