A presidente executiva do banco espanhol Bankinter afirmou esta segunda-feira que a confiança na economia portuguesa e o facto de o setor financeiro estar em plena reestruturação foram algumas das razões para a compra dos negócios do Barclays em Portugal.

Num encontro com jornalistas, esta segunda-feira em Lisboa, Maria Dolores Dancausa foi questionada sobre as razões que levaram o banco espanhol a escolher negócios do Barclays em Portugal, num momento em que precisamente outros bancos estrangeiros estão mais relutantes em apostar no setor financeiro nacional.

A resposta foi direta: “É precisamente por isso, é uma oportunidade para nós, temos confiança em Portugal, o país já fez todos os ajustes que tinha de fazer, é um país vizinho, e as previsões são todas boas, está a crescer e reduziu o défice”, disse Maria Dolores Dancausa.

A presidente executiva do Bankinter, um banco que classificou como mediano, mas de referência no mercado espanhol, destacou ainda o facto de as margens serem mais altas em Portugal do que em Espanha e sublinhou que esta é a “primeira aventura de internacionalização” do banco espanhol, apesar de outras aquisições que a instituição financeira já fez.

Os dois bancos anunciaram na semana passada a venda ao banco espanhol dos negócios de banca de particulares, banca privada e banca corporativa do Barclays em Portugal, por um valor que rondará os 100 milhões de euros. O negócio também incluiu os seguros de vida e pensões em Portugal, com a Bankinter Seguros de Vida, empresa controlada em 50% pelo Bankinter e pela Mapfre, a adquirir a operação em Portugal do Barclays, por 75 milhões de euros.