Uma jornalista húngara do canal de televisão N1 foi despedida depois de ter sido filmada a pontapear vários refugiados que fugiam da polícia junto à localidade de Röszke, no sul da Hungria. Os refugiados faziam parte de um grupo de 1.500 pessoas que aguardavam há várias horas num ponto de encontro perto da fronteira sérvia.

O vídeo, publicado originalmente na rede social Twitter pelo jornalista alemão Stephan Richter, mostra o momento em que várias centenas de refugiados romperam as barreiras de segurança e começaram a correr, tentando fugir das forças policiais.

Nas imagens, é possível ver a jornalista a pontapear um homem que corria com uma criança ao colo:

Um outro vídeo, publicado na mesma rede social, mostra a mesma mulher a pontapear outros dois refugiados, enquanto vários jornalistas tentam captar a fuga de várias famílias sírias:

Os vídeos geraram indignação entre os utilizadores da rede social, com muitos a condenarem as ações da jornalista húngara. A gravidade da situação levou o canal de televisão a despedi-la. Num comunicado publicado no Facebook, a N1 TV referiu que a fotojornalista se “comportou de forma inaceitável” e garantiu que, da sua parte, o assunto está encerrado.

Até ao momento, a jornalista ainda não deu nenhuma explicação para o sucedido.