Um terramoto de magnitude 7.0 atingiu, esta sexta-feira, a costa sul do Japão, segundo o Serviço Geológico dos Estados Unidos América. 

O terramoto ocorreu a cerca de 190 quilómetros oeste-sudoeste da cidade de Kagoshima, com uma profundidade de 10 quilómetros, por volta das 05h51 de sábado (hora local).

O Centro de Tsunami do Pacífico, citado pela Reuters, disse não haver ameaça de tsunami, ao contrário do que foi inicialmente noticiado. E não há registo de vítimas até ao momento. 

Um terramoto de magnitude 7.0 é considerado um grande terramoto que pode causar sérios danos, escreve o International Business Times. A magnitude mede a energia libertada no epicentro do terramoto. Depois de um terramoto, podem ocorrer ondas de choque secundárias e, apesar de estas serem menos violentas do que o terramoto em si, podem ser fortes o suficiente para causar outros danos.

Em 2011, um forte terramoto causou um tsunami que deixou mais de 18.000 pessoas mortas ou desaparecidas no nordeste do Japão, relembra ainda a CNN. Cerca de 230.000 pessoas ainda estão por regressar às suas cidades depois do desastre.