Na noite de 13 de novembro muitas pessoas dirigiram-se à famosa casa de espetáculos Bataclan, em Paris, para assistir ao concerto há muito marcado dos Eagles of Death Metal. A banda californiana andava em digressão europeia e tinha cerca de 1200 pessoas a ouvi-los em Paris. Pelo menos 89 morreram.

Pouco passava das 21h30 quando quatro homens armados entraram no Bataclan e disparam sobre as pessoas que assistiam ao concerto. Os membros da banda conseguiram fugir do palco e sobreviveram. De repente, o nome desta banda fica ligada ao maior massacre alguma vez realizado em Paris.

Mas quem são os Eagles of Death Metal? Ao contrário do nome, eles não têm nada de assustador. São uma banda de rock irreverente formada por amigos e a digressão europeia, entretanto cancelada, servia para promover o seu quarto álbum, Zipper Down. Voltaram esta segunda-feira a Paris para tocar no final de um concerto dos U2.

Num documentário da revista Vice, lançado no passado mês de outubro no iTunes, observa-se de perto a vida do líder dos Eagles of Death Metal. O mote de The Redemption of the Devil diz tudo sobre Jess Hughes: “O que acontece quando um dos líderes mais loucos e mais carismáticos de uma banda de rock faz 40 anos? Quando ele já teve mais sexo, drogas e rock n’roll que alguma vez possa imaginar. Para onde é que ele se vira? Política? Deus?”

A banda foi fundada em 1998 por dois amigos de infância, Jesse Hughes e Josh Homme, em Palm Desert, na Califórnia. Os dois membros andavam juntos na escola primária e tornaram-se companheiros inseparáveis, quando Homme defendeu Hughes de um miúdo que o estava a agredir.

Bem ao estilo humorístico dos membros fundadores da banda está o nome, que é a junção de Eagles — em referência aos Eagles dos anos 70 responsável pela grande balada Hotel Califórnia — e de Death Metal, que é apenas uma das influências da banda. O som da banda caracteriza-se como um garage rock, blues com algumas referências sexuais nas letras, com guitarras fortes e muito ritmo.

A banda lançou o seu primeiro trabalho só em março de 2004, intitulado Peace, Love, Death Metal. Em abril de 2006 lançaram Death by Sexy e em 2008 a banda editou o terceiro álbum, Heart On. Em 2010, foi diagnosticado cancro ao baixista da banda, Brian O’Connor. Rapidamente, o líder do Eagles of Death Metal, Jesse Hughes, anunciou um concerto para angariar fundos para o tratamento médico de O’Connor, em Londres. O concerto contou com a presença dos amigos Dave Grohl, dos Foo Fighters, e com o membro da lendária banda Led Zepplin, John Paul Jones.

Amigos e inimigos

Os Eagles  of  Death Metal são conhecidos por se juntarem para tocar com pessoas que admiram e de quem são amigos, como o actor e músico Jack Black, a cantora Joan Jett ou o baterista John Paul Jones. A banda também tem inimigos. Em 2006, os Eagles of Death Metal abriram os concertos dos Guns N’ Roses até que Axl Rose se referiu à banda como sendo os “pombos do shit metal” e cancelou o resto dos espetáculos. Nessa altura, os Eagles of Death Metal decidiram usar nos seus próprios espetáculos t-shirts com a frase de Axl Rose.

As músicas dos Eagles of Death Metal já foram escolhidas para bandas sonoras de filmes, jogos de vídeo e também de publicidades nos Estados Unidos. Por exemplo, o primeiro single da banda, lançado em 2004, I Only Want You foi escolhido para o som do jogo Gran Turismo 4 para a Playstation 2 e foi também banda sonora do lançamento do Windows 8, da Microsoft.

É uma banda com membros multifacetados. O baterista Josh Homme é também líder da banda Queens of the Stone Age. O vocalista Jesse Hughes foi ordenado pastor da Universal Life Church World Headquarters, em 2012.

Entre os mortos do ataque terrorista ao Bataclan estão amigos dos membros dos Eagles of Death Metal. Nick Alexander, de 36 anos, vendia merchandising do grupo numa banca na entrada da sala de espectáculos. Thomas Ayad, Marie Mosser e Manu Perez faziam parte da editora da banda, Ipecac.

Na entrevista emocionada que deu ao canal de música da revista Vice, Jesse Hughes, ao lado de Josh Homme e dos outros elementos da banda, revela o horror que viveram naquela noite. Os Eagles of Death Metal querem regressar ao Bataclan: “Os nossos amigos foram lá ver rock and roll e morreram. Eu quero voltar lá e viver”, sublinhou Josh Homme.

Veja aqui a entrevista divulgada pela Vice:

Conheça aqui o estilo dos Eagles of Death Metal com o vídeo Complexity: