A RTP chegou a analisar a possibilidade de adiar o único debate televisivo com os dez candidatos à presidência da República, marcado para a noite desta terça-feira, mas o embate mantém-se e será transmitido na televisão pública. Apenas Maria de Belém não estará presente, na sequência da morte de Almeida Santos, o presidente honorário do PS e seu apoiante. Marcelo Rebelo de Sousa e Sampaio da Nóvoa confirmaram a presença.

Marcelo Rebelo de Sousa não deu como garantida a  sua participação durante a tarde, o que levou os responsáveis da estação pública decidiram contactar as restantes candidaturas para avaliar a possibilidade de encontrar uma nova data ou até anular o debate. Sampaio da Nóvoa, por seu lado, defendeu a manutenção do debate e acabou por confirmar também a sua presença.

“Para já, sim, mantém-se. Mas analisaremos os desenvolvimentos e, em função desse, poderemos tomar outra decisão”, afirmou Paulo Dentinho, diretor de informação da RTP. O debate a dez, o segundo com todos os candidatos depois do primeiro se ter realizado na rádio, na RDP, está marcado para a Fundação Champalimaud, com duração de 140 minutos (2h20m) e moderação de Vítor Gonçalves e Carlos Daniel. A RTP, segundo o Expresso, estará agora a fazer todos os contactos antes de tomar uma decisão.

O corpo de Almeida Santos, que morreu aos 89 anos na noite de segunda para terça-feira, vai ser velado a partir desta tarde na Basílica da Estrela (sem cerimónias religiosas), em Lisboa. O funeral está marcado para quarta-feira, para o cemitério do Alto de São João.