Ben Carson, o neurocirurgião aposentado que a certa altura era visto como o grande challenger de Donald Trump na candidatura Republicana, tem vindo a cair nas sondagens e obteve apenas 9% dos votos no caucus do partido no estado do Iowa. Quando já se vislumbrava o resultado dececionante, porém, a campanha de Carson desmentiu notícias que apontavam para uma desistência iminente e garantiu que Carson apenas saiu do Iowa mais cedo para ir buscar uma “mala de roupa lavada“.

De acordo com o Boston Globe e a Business Insider, Larry Ross, diretor de comunicação da campanha de Carson, justificou o abandono antecipado do caucus do Iowa para ir a casa, em Baltimore:

“Ao contrário do que está a ser dito por notícias falsas, o Dr. Ben Carson não está a suspender a sua campanha presidencial, que está mais forte do que nunca. Depois de passar 18 dias consecutivos em campanha, o Dr. Carson precisa de ir a casa e ir buscar uma mala de roupa lavada”.

O diretor de comunicação da campanha de Carson explicou que o neurocirurgião, com grande popularidade nas comunidades evangélicas nos EUA, iria sair de Des Moines [capital do Iowa] mais cedo para “evitar a tempestade de neve e voltará à campanha na quarta-feira”. Ross acrescentava que se aguardavam com muito otimismo os resultados do caucus, que acabariam por não ser muito favoráveis para Carson, e para “debates significativos em New Hampshire e South Carolina.

Ao mesmo tempo, um conselheiro de Ben Carson escrevia no Twitter que os rumores de desistência eram “mentiras e veneno a ser espalhado por mentirosos que se sentem ameaçados pela subida repentina [de Carson] no Iowa”. Uma “subida repentina” que acabaria por não se confirmar.

Ben Carson é um neurocirurgião aposentado que já inspirou um filme protagonizado por Cuba Gooding Jr. e que ficou mundialmente conhecido por ter sido o primeiro a conseguir separar dois gémeos siameses que nasceram unidos pela cabeça.