O comissário europeu para os Assuntos Económicos e Financeiros, Pierre Moscovici, espera que da reunião desta segunda-feira do Eurogrupo saia “um quadro para um acordo global sobre a Grécia”, elogiando as recentes medidas adotadas por Atenas.

“Hoje deverá ser decidido o enquadramento para um acordo global” no âmbito do terceiro programa de resgate à Grécia, disse Moscovici, em declarações à entrada para a reunião dos ministros das Finanças da zona euro, em Bruxelas.

Sobre as reformas aprovadas no domingo pelo parlamento grego, o comissário salientou serem “boas, equilibradas e que irão repor a Grécia no caminho do crescimento”.

“O Eurogrupo tem que reconhecer este acervo”, salientou, adiantando esperar “uma reunião positiva, construtiva que leve rapidamente a um acordo global”.

Moscovici adiantou ainda que o Eurogrupo irá debater o tema da redução da dívida grega, que atinge os 180% do Produto Interno Bruto (PIB), não se esperando decisões nesta matéria esta segunda.

No domingo, o parlamento grego aprovou a reforma fiscal e de pensões, proposta pelo Governo de Alexis Tsipras, no âmbito dos compromissos assumidos com os credores internacionais do país.

Assim que for concluída a primeira avaliação do terceiro resgate, concedido em julho de 2015, será desbloqueada uma verba de 5,4 mil milhões de euros de que a Grécia necessita para pagar ao Banco Central Europeu (BCE) e ao Fundo Monetário Internacional (FMI) em julho, e também para fazer face a problemas de tesouraria.