Era uma vez um sapatinho de cristal gigante onde se realizavam sonhos.

No Taiwan, no condado de Chiayi, no sudoeste da ilha, ergue-se um edifício com a forma de um sapato de cristal com 17 metros de altura. Dentro do “sapatinho” existe uma falsa igreja, onde não se celebra missa, mas onde se realizam casamentos, informa o ABC.

Este sapato gigante foi criado para que os casais budistas da ilha – a maioria – possam ter a liturgia cristã e a cerimónia tradicional com o vestido branco, flores e a troca de votos. E, como bónus, podem fazer a sessão fotográfica debaixo de um sapato de cristal igual ao da Cinderela.

SemTítulo

A história por detrás do edifício é uma história de amor triste: uma mulher da cidade, nos anos 60, sofria da “doença do pé negro”, uma doença vascular em que os vasos sanguíneos dos pés ficam bastante danificados, dando-lhe uma coloração preta. Devido a esta condição, os médicos tiveram de amputar ambos os pés da rapariga que ia casar daí a pouco tempo. Quando o namorado descobriu, abandonou-a e ela passou o resto da vida em reclusão.

O sapato foi construído para lembrar aos casais o compromisso que fazem um com o outro.

O edifício custou 632.000 euros e o responsável turístico da região afirma que espera que este sapato se torne uma atração turística que traga bastantes receitas ao Taiwan.