12 de junho. Orlando, Florida, Estados Unidos. Um homem fortemente armado entrou num clube gay e começa a disparar. O ataque dura sensivelmente três horas. Matou 50 pessoas e outras 53 ficaram feridas, o que faz deste ataque o maior assassínio em massa da história norte-americana.

Barack Obama chamou-lhe “um ataque a qualquer americano, independentemente da raça, etnia, religião ou orientação sexual. Um ataque a todos nós”. Por todo o lado, as homenagens multiplicam-se. E progressivamente são sendo conhecidos mais detalhes sobre Omar Mateen, o norte-americano de origem afegã, o “irascível, racista, conflituoso e tóxico”, que matou em nome do Estado Islâmico.

Na fotogaleria, algumas imagens do dia de ontem e hoje.