Uma iniciativa dos rebeldes do Exército Livre da Síria aproveitou o fenómeno Pokémon Go para chamar a atenção para a guerra civil naquele país.

Através da conta de Twitter RSF (Revolutionary Forces of Syria Media Office), os rebeldes lançaram uma campanha para promover a solidariedade dos estados em relação aos sírios.

Uma série de crianças sírias foram fotografadas com Pokémons, acompanhados pela frase “vem salvar-me a mim”. A ideia é incentivar o mundo ocidental a ir salvar crianças sírias, em vez de Pokémons.

Veja na fotogaleria acima as várias imagens que fazem parte da campanha.

De acordo com a Save the Children, só na Síria são cerca de 250 mil as crianças que sofrem maus tratos. Esta semana, uma criança foi decapitada pelas milícias fiéis ao regime de Bashar al-Assad. Desde 2014, 11.500 civis foram mortos pelos bombardeamentos do regime. Desses, 4.200 eram crianças, reporta o Observatório Sírio para os Direitos Humanos.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Esta não é a primeira iniciativa a utilizar o Pokémom Go para alertar para a situação da Síria. O artista Taim Shami criou o “Syria Go”.

“Os sírios têm mais preocupações do que apanhar Pokémons. Se ao menos a realidade aumentada pudesse salvar vidas. Aqui está o Syria Go”, escreveu no Twitter: