Com lançamento nos mercados europeus já a partir de Abril, a próxima geração do Kia Picanto anuncia-se, desde a divulgação das primeiras informações, como um forte salto em frente. Confirmado agora com o desvendar de praticamente todos os aspectos relativos ao pequeno utilitário sul-coreano, que nesta nova geração começa por prometer mais qualidade, tecnologia e versatilidade.

O anunciado salto em frente faz-se notar, desde logo, nos motores, todos a gasolina, com a estreia no modelo do três cilindros 1,0 litros turbo de 100 cv e 172 Nm que a Kia já disponibiliza no novo Rio. E que, no pequeno utilitário, surgirá acompanhado de uma versão do mesmo 1,0 litros, mas sem turbo, a debitar 66 cv e 96 Nm, assim como de um 1,2 litros de 84 cv e 122 Nm.

Todos os propulsores equiparão de série caixa manual de cinco velocidades, embora o bloco maior possa ser igualmente conjugado com uma opcional caixa automática de apenas quatro relações.

Resultado da evolução em termos de motores, a Kia promete igualmente melhores resultados no refinamento e no isolamento do habitáculo, graças também a um aumento e à melhoria das soluções destinadas a combater o ruído, a vibração e a aspereza.

Já no interior, destaque para o novo ecrã de 7″ do sistema de infoentretenimento, compatível tanto com Apple CarPlay como com Android Auto, e a que não falta sequer a capacidade de exibição de imagens captadas por uma câmara traseira que passa a estar igualmente disponível. E que, para um mais fácil estacionamento, conta ainda com a exibição de linhas-guia. Nas versões mais equipadas, o modelo pode contar ainda com navegação por satélite e mapa de três dimensões, sendo que, como opcional, está igualmente disponível o carregamento wireless de smartphone.

Em prol da personalização, os clientes vão poder escolher entre cinco packs de cor para o interior (opcionais), a juntar a acabamentos em pele artificial e com pespontos visíveis, em preto, castanho, azul, vermelho ou amarelo-lima. Soluções que poderão ser conjugadas com apoio de braços coloridos nas portas. E, no caso específico da já prometida versão GT Line, a este ambiente acresce ainda um volante mais desportivo e cortado na base.

18 fotos

Igualmente em alta, no novo Picanto, estará a tecnologia, graças à introdução de soluções de segurança activa, como a Travagem Autónoma de Emergência, ou passiva, como o Sistema de Monitorização (indirecto) da Pressão dos Pneus. Sendo que, a contribuir para um melhor comportamento, surge um sistema de vectorização de binário com recurso à travagem, complementado por um novo controlo electrónico de estabilidade. Segundo a Kia, a inclusão do sistema de vectorização de binário permite combater o aparecimento da subviragem, ao travar as rodas de dentro quando em curva, ao mesmo tempo que uma direcção mais rápida ajuda e facilita as manobras, quando a velocidades mais baixas.

Finalmente, para o exterior, os clientes vão ter à escolha um total de 11 cores, além de um conjunto de jantes, cujas medidas vão das 14 às 16”.

Em Portugal, para já, apenas é certo que o novo Picanto estará disponível entre nós somente com as motorizações de 1.0 Turbo e 1.2 (o 1.0 não virá para o mercado português), não existindo, ainda, preços definidos para qualquer uma das motorizações ou possíveis versões.