Rádio Observador

Receitas

Quatro receitas de Ella Woodward para um jantar com amigos

Depois das receitas saudáveis para o dia-a-dia, Ella Woodward juntou os amigos e sugere o que preparar em mesas cheias num novo livro. Pré-publicamos um menu para um jantar simples e barato.

O novo e terceiro livro da guru da alimentação saudável chega às livrarias no dia 3 de outubro.

Imagem retirada do livro "As Delícias de Ella para os Amigos"

Autor
  • Observador

Entrada: Rolos de beringela e pesto de tomate com tzatziki de coco

Ingredientes

Para 15 rolos

Para as beringelas
2 beringelas grandes
2 c. de sopa de azeite
Sal e pimenta

Para o pesto
40 g de pinhões
1 frasco de 280 g (peso escorrido) de tomate seco ao sol, em óleo, escorrido
Um punhado de folhas de manjericão fresco
1 dente de alho pequeno
250 g de iogurte de coco
Sumo de 1 limão

Cozinha inteligente: Estes rolos também ligam muito bem com um pesto clássico, por isso, se estiver com pouco tempo ou não tiver um robô de cozinha para fazer o pesto, pode sempre comprar um frasco de pesto para rechear os rolos.

Imagem retirada do livro “As Delícias de Ella para os Amigos”

Preparação

Pré-aqueça o forno a 220ºC (200ºC com ventilação).
Corte as beringelas finas, longitudinalmente (use uma faca afiada). Regue dois tabuleiros grandes com azeite e uma pitada de sal, disponha as fatias de beringela ao lado umas das outras e leve ao forno. Deixe cozinhar durante cerca de 20 minutos, até estarem suficientemente macias e tenras para enrolar.
Entretanto, faça o pesto. Basta juntar todos os ingredientes num robô de cozinha e triturar até se formar uma pasta com pedaços.
Deixe as fatias de beringela arrefecer durante alguns minutos, depois corte cada uma em dois, latitudinalmente. Coloque 1 colher de chá cheia de pesto em cada metade e depois enrole. (Pode usar palitos para manter os rolos unidos.)
Para fazer o molho para mergulhar os rolos, corte o pepino ao meio, de cima a baixo, para lhe retirar as sementes com uma colher de chá. Corte-o em cubos pequenos (cerca de 5 mm). Pique a hortelã finamente. Ponha a hortelã e o pepino numa tigela com o iogurte e o sumo de limão, tempere a gosto e mexa. Sirva com os rolos de beringela.

Prato principal: Chili de grão-de-bico em batata-doce assada

Ingredientes

Para 4 pessoas

Para as batatas
4 batatas-doces médias, bem esfregadas
Um fio de azeite
Flocos de sal marinho

Para o chili
2 malaguetas vermelhas picadas finamente
2 talos de aipo picados namente
Azeite
4 dentes de alho esmagados
1 c. de chá de pasta de miso
2 c. de chá de sementes de mostarda
2 c. de chá de pimentão-doce
2 c. de chá de cominhos moídos
1⁄2 c. de chá de malagueta em pó
Sal e pimenta
300 g de tomates cherry aos quartos
1 lata de 400 g de tomate aos pedaços
3 c. de sopa de polpa de tomate
2 latas de 400 g de grão-de-bico escorrido e passado por água
2 c. de sopa de vinagre de sidra 200 g de espinafres
Iogurte de coco para empratar

Imagem retirada do livro “As Delícias de Ella para os Amigos”

Preparação

Pré-aqueça o forno a 220ºC (200ºC com ventilação).
Coloque as batatas-doces num tabuleiro forrado com papel-manteiga e fure a pele de cada uma das batatas nos dois lados, fazendo cortes pequenos por onde o ar possa sair enquanto assam.
Deite um pouco de azeite nas mãos e esfregue bem as batatas-doces para ficarem com uma cobertura fina. Volte a colocá-las no tabuleiro e espalhe sal marinho de forma homogénea por todo o lado.
Deixe-as no forno durante 1 hora, até estarem tenras por dentro.
Entretanto, faça o chili. Coloque as malaguetas e o aipo numa frigideira grande em lume médio com uma golfada generosa de azeite, junte o alho, o miso, as sementes de mostarda, o pimentão-doce, os cominhos, as malaguetas, o sal e a pimenta. Deixe cozinhar durante cerca de 5 minutos, até o aipo ter amolecido.
Adicione os tomates cherry, os tomates de lata e a polpa de tomate e depois junte o grão-de-bico e o vinagre e misture delicadamente.
Deixe tudo cozinhar cerca de 30 minutos.
Quando estiver prestes a comer, junte os espinafres para amolecerem.
Retifique o tempero e depois sirva o chili com as batatas-doces e uma colherada de iogurte de coco.

Acompanhamento: Couve-flor picante assada

Ingredientes

3 c. de sopa de azeite
1 c. de chá de curcuma em pó
1⁄2 c. de chá de pimenta‐caiena
1⁄2 c. de chá de cominhos em pó
Sal e muita pimenta
1 couve-flor, cortada pelos floretes

Imagem retirada do livro “As Delícias de Ella para os Amigos”

Preparação

Prá-aqueça o forno a 220ºC (200ºC com ventilação). Numa tigela grande, misture o azeite e as especiarias, mexa com uma vara de arames e depois junte os floretes da couve-flor. Use colheres para misturar, se preferir não ficar com curcuma nos dedos (pode deixá‐los amarelos). Os floretes de couve-flor devem ficar muito bem revestidos com o óleo de especiarias.
Deite a couve-flor picante num tabuleiro e deixe assar durante 35 a 40 minutos até os pedaços estarem bem dourados.

Sobremesa: Maçãs caramelizadas com cardamomo e mel

Ingredientes

Para 4

1 c. de sopa de óleo de coco
1 1⁄2 c. de chá de cardamomo em pó
1 1⁄2 c. de chá de canela em pó
2 c. de sopa de mel
4 maçãs, descaroçadas e cortadas aos pedaços

© Imagem retirada do livro “As Delícias de Ella para os Amigos”

Preparação

Derreta o óleo de coco numa frigideira grande, depois adicione as especiarias e o mel e mexa. Junte os pedaços de maçã.

Cozinhe tudo durante cerca de 10 minutos, até as maçãs estarem macias. Sirva com iogurte de coco e sementes ou frutos secos torrados, se gostar.

Cozinha inteligente: Para esta receita, certifique-se de que usa cardamomo já moído em vez das vagens de cardamomo, uma vez que necessita de uma textura muito fina. (Pode moer os seus grãos, mas é preciso que eles quem mesmo em pó e sejam peneirados.)

O livro chega às livrarias no dia 3 de outubro, numa edição da Lua de Papel.

Receita retirada do livro “As Delícias de Ella para os Amigos”, de Ella Woodward.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)